Fundado em 22/Setembro/1999 Gurupi - Tocantins Fale Conosco Facebook 17/10/2019 10:46
  09/10/2019 14:09:34
Imprimir
SUSPENSÃO DOS TARES FRIGORÍFICOS

GURUPI - Da tribuna da Câmara vereador Eduardo Fortes rebate secretário da SEFAZ-TO sobre dividas de R$ 56 milhões dos Frigoríficos

“É uma inverdade do governo em dizer que os frigoríficos não estão cumprindo a legislação, porque quando alguém recebe um auto de infração certamente irá recorrer. E é isto que esta acontecendo e nada foi julgado ainda pela justiça”, disse o parlamentar que é também, médico veterinário.

por Redação inf/Atitude TO

Foto: Divulgação

Se você aumentar o imposto que era 1.3% a 3.3% para 12%, quem tem comércio e indústria sabe que a conta não fecha”, ressaltou.

Um dia após o secretário estadual da Fazenda e Planejamento, Sandro Henrique Armando, declarar que todos os 11 frigoríficos em atividade no Estado estariam com algum tipo de irregularidade fiscal, em justificativa a suspensão dos Termos de Acordos de Regimes Especiais (Tares), o vereador Eduardo Fortes (PSDB) que também é veterinário, usou a tribuna da Câmara de Gurupi para contestar informações.

O vereador saiu em defesa da reativação dos benefícios fiscais para os frigoríficos em atividade no Tocantins, e negou a existência de irregularidades e informou que desde a última quinta-feira, 03, os 11 frigoríficos do Estado deixaram de abater bovinos.

“Nós deixamos de abater mais de 3.500 cabeças de animais gerando empregos para o nosso Estado e hoje os frigoríficos não estamos abatendo devido a este grande desrespeito com a população do Tocantins. Se você aumentar o imposto que era 1.3% a 3.3% para 12%, quem tem comércio e indústria sabe que a conta não fecha”, disse.

Em seguida ele fez um comparativo entre os estados do Tocantins e Goiás. Segundo ele, enquanto o estado de Goiás compra gado no Tocantins com 7% de ICMS, no Tocantins o valor passou a ser 12%.  Disse ainda que a arroba do bovino no Estado de Goiás que antes era superior a do Tocantins, teve a situação revertida e no momento a arroba do bovino no Tocantins supera a de Goiás.

“Ontem estava vendo da televisão que alguns mercados já estão com falta de carne porque os frigoríficos deixaram de entregar devido não ter abatimento de animais. […] Eu nunca vi uma coisa desta em um Estado que conseguiu um mercado igual a China em que vinha lutando há dois anos”, disse.

CONFIRA O VÍDEO COM AS PALAVRAS DO VEREADOR


Ele citou ainda que a Cooperfrigu, frigorífico no qual ele trabalha, investiu nos últimos meses R$ 20 milhões em investimentos devido a abertura de novos mercados.

“Há um mês a indústria (Cooperfrigu) contratou 100 funcionários e está contratando mais 80, mas devido a esta absurdo que o Governo está fazendo com as indústrias frigoríficas vai ser parada as contratações e olham lá se não houver demissão daqui para frente”, disse Eduardo Fortes.

Em seguida ele comentou sobre irregularidade fiscal que chega a aproximadamente R$ 57 milhões em setembro, apontada pela secretário da Fazenda e Planejamento.

“É uma inverdade do governo em dizer que os frigoríficos não estão cumprindo a legislação porque quando alguém recebe um auto de infração certamente irá recorrer e é isto que esta acontecendo e nada foi julgado ainda pela justiça” disse Eduardo Fortes

Voltar

Comentários

Notícias mais lidas

CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL

Prefeitura de Aliança do Tocantuns abre concurso público com 82 vagas

CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL

Prefeitura de Formoso do Araguaia abre concurso com 141 vagas

SAÙDE

Carreta Unidade Móvel III do Hospital do Câncer de Barretos estará em Gurupi realizando atendimentos de graça

CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL

UnirG irá realizar concurso público para quadro administrativo e técnico

PLANTÃO DE POLICIA

GURUPI: Policia Civil envia ''GOTE'' Grupo de Elite para conter onda de violência que assola cidade

Todos os Direitos Reservados Rua C-03, Qd-10, Lt-05, Nº 101 - Setor Canaã -Gurupi/TO