Fundado em 22/Setembro/1999 Gurupi - Tocantins Fale Conosco Facebook 15/07/2020 02:47
  20/05/2020 14:03:44
Imprimir
TRABALHO E PLANEJAMENTO

ALVORADA - Prefeito Paulo Antonio transforma município em canteiro de obras públicas; nova rodoviária em fase final de conclusão

Um Centro Esportivo com piscina e campo de futebol, Centro de Conve

por Agnaldo Miranda - DRT-TO 726 Mtb

Com investimentos que beiram os R$ 30 milhões de reais, a Prefeitura Municipal de Alvorada no Sul do Estado, transformou a cidade é um grade canteiro de obras públicas.


Algumas são realizadas com investimentos da própria Prefeitura como a obra da nova rodoviária e outras foram viabilizadas por meio de convênios com o governo federal com o apoio do senador Eduardo Gomes e deputado Federal Carlos Gaguim. 


São intervenções de grande e médio porte que estão beneficiando os moradores e o município. Nunca Alvorada teve tantas obras públicas acontecendo ao mesmo tempo, em áreas de grande importância como esporte, educação, trânsito, segurança e recuperação de vias, entre outras


Há ainda obras trocadas por empresas, como é o caso da canalização da Av. Invernada, que tem uma grande parte sendo bancada pela Rota das Bandeiras por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público.

 

Na semana passada, teve início o desassoreamento da lagoa do CLT, que vai garantir maior segurança hídrica para os moradores, já que a lagoa responde por 20% do abastecimento da cidade. A obra também tem relevância ambiental, vai recuperar o reservatório, que abriga exemplares da fauna, evitar riscos de erosão e inundações na região.

 

A canalização da Avenida Invernada é um projeto antigo, que finalmente saiu do papel na atual Administração para melhorar a qualidade de vida de todos os moradores. Vai evitar inundações que assombram a cidade há várias décadas e permitir melhor planejamento do desenvolvimento de todo o município.

 

A retomada da piscina pública do Jardim Paraíso é um importante projeto para o fomento das atividades esporitvas e de lazer. Vai atender moradores de toda a cidade. É outra demanda antiga da população, que foi abandonada, mas agora foi retomada.

 

Ainda no Esporte, está sendo feita uma ampla revitalização no Ginásio Municipal, no recinto da Festa do Figo, para oferecer mais conforto aos usuários e foi retomada da obra do Centro de Artes Marciais.

 

Também relevante é a construção da creche no Jardim São Luis, que vai atender  entre 120 e 150 crianças que precisam de acolhimento na primeira infância. A obra deve estar concluída no primeiro semestre de 2019.

 

Na saúde, são várias obras acontecendo simultaneamente, parte delas já entregue, como a consturção da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Itália, as reformas das UBSs da Reforma Agrária e do São Bento. A nova UBS do Frutal será entregue em breve e o próximo passo será entregar a UBS da Morada do Sol.

 

Também na sáude, está sendo reformado o prédio da antiga biblioteca que vai abrigar a Farmácia Central. Espaço adaptado para melhor atender os pacientes, no Centro da cidade. A retomada das obras do Centro do Idoso vai melhorar a assistência e a saúde dessa população.

 

As ruas estão recebendo atenção com a operação tapa-buracos e e o recapeamento em diferentes bairros, que agora está no Novo Mundo e São Bento. O projeto Revitalização de Praças está na Monteiro Lobato, segue para as três da Avenida Paulista e vai percorrer as 150 áreas de lazer do município.

 

A rodoviária está passando por obras de revitalização para garantir mais conforto aos usuários. As lixeiras subterrâneas são relevante ação ambiental, já estão operando na Avenida dos Esportes e estão sendo instaladas no Largo São Sebatião e Jardim Centenário.

 

O aterramento da lagoa articificial da West Rock e a nauguração de reservatório de água no Sans Souci são iniciativas que contribuem muito para garantir saneamento de qualidade, sustentabilidade e responsabilidade ambiental.


“Em tempos de crise, essas ações são possíveis graças a parcerias e uma administração pautada em planejamento e muita força de vontade de fazer muito mais, para que o município de Marechal voltasse ao desenvolvimento”, completou o prefeito Cacau Lorenzoni.







Alvorada segue a passos largos rumo a modernização


Com todo mundo pego de surpresa, pela pandemia do novo coronavirus, em Alvorada a Prefeitura Municipal vem dando o suporte necessário há mais de 200 familias, com as várias obras que o município vem executando no momento.


Sao quase R$ 30 milhões em obras que estão sendo construidas na cidade de Alvorada, como a nova rodoviária, Centro Esportivo na Orla da Lagoa da Ema, Centro de Convenções ao lado da Prefeitura, asfalto em CBQU em vários bairros, urbanização da avenida ++++++, calçamentos de ruas e avenidas de vários bairros, são diversas obras.



Com obras desaceleradas, adiadas ou paralisadas, o setor de construção civil é um dos afetados pela crise provocada pela pandemia de covid-19. Na contramão dessa realidade, a Prefeitura de Belém vem adotando medidas de enfrentamento à pandemia sem precisar suspender o andamento das obras públicas, evitando mais prejuízos para a população.

 

Reforçando as várias medidas que estão sendo tomadas pelos três níveis de governo e também pela sociedade para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, a Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb) enviou às construtoras recomendações exigindo medidas emergenciais e temporárias para evitar a propagação do vírus nos canteiros de obras.

 

“Por ser um setor essencial para a melhoria da estrutura urbana e da qualidade de vida dos belenenses, não podemos paralisar as obras de construção e manutenção urbanas, mas reforçamos as exigências de prevenção ao coronavírus pelas empresas executoras, obedecendo o Decreto  96.024”, afirma a secretária municipal de urbanismo, Annete Klautau. 

 

 

 

De acordo com o diretor de obras civis da Seurb, Reinaldo Leite, os equipamentos de proteção são comumente exigidos e utilizados na execução dos trabalhos. “Normalmente, as empresas executoras já têm a obrigação legal de oferecer equipamentos de proteção aos trabalhadores, como uniformes completos, com luvas, óculos, máscara e capacetes. Agora, essas exigências foram complementadas por medidas de combate a propagação do vírus previstas pelo decreto municipal”, destaca o engenheiro.

 

Reinaldo salienta que os cuidados também se estendem aos engenheiros da secretaria que fiscalizam as obras. “Os técnicos que vão a campo fiscalizar a execução das obras obedecem a normas de segurança e também estão em alerta com as recomendações para evitar a disseminação da doença”, explica o diretor.

 

A construtora Maguen, que está responsável pelas obras na praça das Mercês e no Solar da Beira, segue as recomendações. “Dentre as várias medidas, colocamos lavatórios com sabão disponíveis na entrada das obras, os trabalhos são em ambientes abertos, as refeições são realizadas em duas turmas para evitar aglomerações, as ferramentas são sempre limpas no inicio e fim de atividades, as áreas de banheiros e refeitório são sempre higienizadas, funcionários trabalham afastados na medida do possível, abolimos o ponto e liberarmos os funcionários mais cedo evitando ônibus em horários de pico”, detalha o engenheiro responsável pela obras, Gleyson Sales.

 

No Complexo do Jurunas, uma das obras que tem maior número de trabalhadores, da empresa Engetra, realizou inclusive uma palestra sobre as condutas a serem adotadas. "Além da palestra com várias medidas, desenvolvemos um informativo sobre sintomas, transmissão e prevenção, divulgado nos grupos internos, a fim de conscientizar todos os colaboradores da empresa", explica o engenheiro ambiental Thiago Colares.

Dentre os procedimentos internos da empresa estão a divisão da equipe em três turnos para evitar aglomerações, limpeza e higienização das áreas comuns do canteiro, pontos estratégicos com água e sabão para lavagem das mãos, orientação sobre cinco momentos de higienização, fornecimento de máscaras e peças faciais, além dos demais equipamentos de proteção individual (EPIs).

 

As obras municipais que estão em andamento, em meio à crise da pandemia, são reformas e manutenções nos seguintes espaços: Mercado do Ver-o-peso, Solar da Beira, Porto Açaí, Palacete Bolonha, Palácio Antônio Lemos, Trapiche de Icoaraci, quadra do Portal da Amazônia, Complexo do Jurunas, calçadas públicas, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jurunas e as praças Princesa Isabel, da Criança, da Bíblia, da Cruz, da Djalma, Bruno de Menezes, Boaventura, Diogo Móia, da Alegria, Helena Coutinho, Eduardo Angelim, Benedito Monteiro, Iza Cunha, do Relógio, das Mercês, do Carmo, Dom Pedro II.

 










Depois de reorganizar as finanças municipais, a Prefeitura de Alvorada está investindo pesado na construção de obras estruturantes que estão melhorando a qualidade de vida da população e contribuindo para o desenvolvimento da cidade. 


ontinuar a ser executadas durante o período da
pandemia de coronavírus, desde que sigam a legislação vigente e adotem os procedimentos
determinados pelas autoridades de Saúde.





Além disso, elas cumprem um fator social importante, que é a geração de emprego e renda para centenas de pais de famílias que residem na cidade.



Atualmente, o poder público executa mais de 12 obras ao mesmo tempo, são 20 mil metro quadrados de calçadas em três bairros, pavimentação com asfalto CBQU em seis bairros, novo terminal rodoviario, um centro esportivo dotado de piscinas e campos de futebol society, um centro de convenções com capacidade para 340 pessoas sentadas com tudo de mais moderno em som e acustica do local, são diversas obras de infraestrutura que irão garantir o crescimento econômico do município e a qualidade de vida dos moradores. 













 

Para a implantação de sistemas de drenagem e pavimentação foram abertas 274 vagas, sendo 164 no Residencial Shangrilá, para executar as três etapas da obra – galeria, pavimentação e calçada; 53 no Residencial Vale dos Sonhos II e 57 no João Paulo II.

 

Na revitalização da Praça do Trabalhador serão geradas 140 vagas; na construção da Casa de Vidro 29 e para o Corredor da T-7 a empresa contratada recrutou 52 operários exclusivamente para a obra.

 

Bico nunca mais

No Consórcio que está construindo o BRT Norte-Sul eram 127 empregos em janeiro e hoje são 273, com estimativa de que em dois meses surjam mais 177 novas oportunidades de trabalho, totalizando 450 vagas para construir todo o sistema, do Terminal Recanto do Bosque ao Terminal Isidória, incluindo o terminal provisório.

 

Considerando que para cada vaga aberta outras quatro são criadas indiretamente, as obras contratadas pela prefeitura estão gerando 3.780 novas oportunidades de trabalho, sendo 1.800 só para a construção do BRT, preenchidas por muitos trabalhadores que estavam há meses em busca de uma oportunidade. 

 

É o caso do Odean Alves Marinho (38) e do José de Jesus Lima (37). Odean é marceneiro e estava desempregado há oito meses. Ele diz que durante esse tempo procurou várias empresas, enviou muitos currículos, esperando ser chamado, mas nunca foi. “Eu passei esses oito meses esperando e nunca que encontrei”, diz ele, lembrando a triste experiência do desemprego: “acordar de manhã, levantar a cabeça e não saber pra onde vai daí por diante é muito difícil”. Hoje, trabalhando na construção do Terminal Isidória provisório, com carteira assinada, ele faz planos para o futuro: “pretendo sair daqui e ter outras obras pra gente continuar trabalhando, né?”, diz, animado. 

 

 

Já o pedreiro José de Jesus Lima, depois de sete meses sem emprego fixo, está trabalhando na construção da trincheira da Rua 90 com a Avenida 136. Ele diz que ”fazia bico aqui, acolá, o dia que achava, trabalhava e o dia que não achava ia levando a vida assim mesmo”. Com duas filhas para criar, José de Jesus agora está confiante no futuro. “Estar de carteira assinada já é um grande incentivo e vai melhorar tudo na vida da gente, na vida minha também e na vida das minhas filhas, que são duas, e elas precisam muito e eu também preciso, porque moro de aluguel, aí é uma bênção de Deus”, confessa.

 

“Minha convicção é a de que o poder precisa, sempre, ser instrumento para servir. Oriento cada um dos meus auxiliares a cumprirem à risca este preceito, fazendo com que o conjunto da administração pública atenda a todos, sem distinção, com serviços de qualidade nos diversos setores”, diz o prefeito Iris Rezende. Ele reafirma que cada obra em curso tem, sobretudo, uma grande importância social ao movimentar a economia e gerar oportunidades de trabalho, com impacto positivo na vida dos moradores.

 

Mais vagas

Mais vagas surgirão com as novas obras que terão início neste semestre, como a continuidade da Avenida Leste-Oeste, da Praça do Trabalhador até Senador Canedo, e o complexo viário que será construído nos cruzamentos das avenidas Jamel Cecílio, Marginal Botafogo e Leopoldo de Bulhões, e ainda o prolongamento da Marginal até a 2ª Radial, no Setor Pedro Ludovico. Serão também fontes geradoras de emprego as inúmeras frentes de trabalho a serem abertas para pavimentação de vários bairros da capital.

Voltar

Comentários

Notícias mais lidas

CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL

Prefeitura de Aliança do Tocantuns abre concurso público com 82 vagas

CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL

Prefeitura de Formoso do Araguaia abre concurso com 141 vagas

PLANTÃO DE POLICIA

GURUPI: Policia Civil envia ''GOTE'' Grupo de Elite para conter onda de violência que assola cidade

SAÙDE

Carreta Unidade Móvel III do Hospital do Câncer de Barretos estará em Gurupi realizando atendimentos de graça

CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL

UnirG irá realizar concurso público para quadro administrativo e técnico

Todos os Direitos Reservados Rua C-03, Qd-10, Lt-05, Nº 101 - Setor Canaã -Gurupi/TO